Páginas

18 de nov de 2011

NA ROCINHA, MOCINHA DESAPARECE

A inocente Luana-brinquedo perigoso
-ALERTA CONTRA OPÇÃO DE DESEMPREGO


Luana Rodrigues de Souza, 20 anos,moradora  na Zona Sul do Rio de Janeiro  se dizia modelo. Certamente, essa  ocupação apregoada por ela, seria para despistar a outra que em consequência da qual teria morrido.
Embora transcorriam em sigilo, por trás do pano, as investigações não pararam  até os dias de hoje.
Depois do seu desaparecimento a vida de Luana foi escancarada para meio Brasil.Ela teria saído de casa na estrada das Canoas em São Conrado em direção a favela da Rocinha dizendo que iria resolver um problema e sumiu.
As apurações da Delegacia de Homicídios apontaram que Luana era usada no transporte de drogas da Rocinha para outras comunidades do Rio.Ela seria, então,a isca de muitos marmanjos cinquentões, macacos velhos, que escondiam seus crimes hediondos, detrás da menina sem maldade que pecou pelo emprego perigoso que arranjou.
A polícia do Rio que está de vento em popa, hoje, mais do que nunca, vai levando à tona muita gente do crime. Entre presos e foragidos, no palco o último indiciado da noite carioca. Preso há dois dias Ronaldo Patrício da Silva, 36, um dos fortes acusados da fortaleza que agora cai. Um dos acusados de tirar a jovem moça, com a vida inteira pela frente, de circulação.

Um comentário: