Páginas

14 de out de 2009

ALERTAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!


UMA EM UM MILHÃO

Quem pensa que a manobra de veículos num estacionamento privé de supermercado está segura,fique atento.É difícil acontecer algum imprevisto mais não está descartado.
Na cidade de Crato, no Ceará, um comerciante foi arrancar seu fiat 147, depois de fazer a feira em supermercado local e, qual não foi a coincidência.Um baita colisão com um gol que chegava com seu condutor procurando estacionamento. Bateu na lateral do Fiat que apontava para dar partida para a saída.O correto seria apenas cruzarem -se sem que nenhuma possibilidade de tirar um fino fosse aventada.
A trombada resultou em algumas escoriações no dono do gol e,quanto a lataria,de ambos os carros foram amassadas.Nenhum dos dois condutores estava bêbado e, cada qual portava sua respectiva habilitação legal.Quando tem que acontecer...
-------------------------
A OCASIÃO FAZ O LADRÃO

Um ladrão foi flagrado e levado preso, em vila nova d'oeste,no interior de uma residência de cujo proprietário pede sigilo da sua identidade.
Interpelado sobre o fato,o marginal justificou que a facilidade de adentrar na casa, foi motivada porque encontrou a porta apenas semi- cerrada.Isso fez com que ele despertasse e não deixasse passar despercebida aquela oportunidade.
"Vale a pena conferir as trancas das portas antes de se recolherem".Alertou o bandido, na delegacia de polícia, durante a interrogação.

--------------------
LAPSOS CONFERIDOS QUE FAZEM GRANDES DIFERENÇAS

A professora Maria Eny Moraes, morava na cidade de Mariana no ano passado quando aconteceu o fato a seguir:
Ela havia dado um aparelho celular que estava no nome dela para a sobrinha sobre quem todo mês passava o dinheiro da conta para a tia. Depois, ela mudou de plano, transferiu o aparelho de celular para o nome dela,(a sobrinha), mas restou uma conta. Ela recebeu uma correspondência da operadora umas duas vezes falando de um débito, mas não associou ao aparelho da parente, pensou se tratar do dela próprio e,como já havia pago a conta, jogava a carta fora.
Só deu fé do lapso quando foi comprar um carro na concessionária e estava com o nome no Serasa.

MAIS LAPSOS
Há também casos de cartões bloqueados pelo simples fato de ignorar R$ 0,3 centavos (no pagamento do valor mínimo do cartão)e, não tendo dado muita importância a cobrança recebida, que, de tão mínima, nem o papel pagava.
Há ainda,casos comuns de correntistas se esquecerem de encerrar uma conta e simplesmente deixar de movimentá-la e acreditar que foi encerrada automaticamente.
Tais situações são muito mais comuns do que se imagina. Portanto, deem-se as devidas atenções a taxas minúsculas que podem multiplicar a ponto de colocar o endividado em situações bastates constrangedoras.

Um comentário:

  1. Luciana Lins do Cenai- Montes Clros14 de outubro de 2009 22:46

    MUITO BEM LEMBRADAS DICAS. PARABÉNS!
    Luciana

    ResponderExcluir