Páginas

25 de out de 2009

ASSALTANTE AO BISTURI ARMADO



Acredite se quiser.Em Jundiai interior de São Paulo, o médico Newton Neri Souza, 65 anos, que substituía colegas em férias no atendimento do SUS, foi preso em flagrante depois de ficar comprovado que ele foi o principal batedor da carteira do paciente Christian Silva, no momento da consulta.

Christian estava com forte dor na coluna e o médico aproveitou da situação. Mandou-o deitar de costas e, para despistar, começou examinando da unha do pé até a altura lombar., justamente onde o doutor queria chegar.

Enquanto o paciente retorcia de dor,ele deu uma de malabarista em pele de curador, mas na verdade era uma cobra que aplicava o bote certeiro. Zás... o diagnóstico era a dor da perda de quem trabalhou um mês como metalúrgico para ter os R$ 177,00 surrupiados. Teve a carteira jogada só com os documentos numa área pertencente ao hospital.

Mas, como quem tudo quer , tudo perde, o prejuízo falou mais alto para o médico- lalau que além de devolver a pouca grana que não era dele, teve que desembolsar, muito mais, R$ 10 mil reais de fiança só pelo prazer de apropriar do alheio.

Um comentário:

  1. Ao bisturi, leia-se a mão armada? essa é boa

    ResponderExcluir