Páginas

15 de dez de 2010

O QUE QUEREMOS EM 2011

UMA CASA CIVIL MELHOR CHEFIADA  E MAIS EMPENHO  CONTRA A BANDIDAGEM

Não poderemos ir “com muita sede no pote” para não estufar com exageradas expectativas o que esse 2011 possa trazer de bom à Pátria.

O meu primeiro desejo é que comecemos o ano com a posse de um chefe da Casa Civil , desta vez, mais digno do que o que iniciou o governo Lula (não me lembro bem, quem teria sido).Só sei que o mandato foi interrompido pelo meio do caminho; dizem que a culpa foi do tal mensalão que culminou  num verdadeiro vexame.

Claro que os cabeças da ação, pelo tamanho da bandalheira que foi, devem estar voando, a essa hora se não estiverem vendo o sol nascer quadrado, a sete chaves, por muito que tivesse pizza disponível ao seu bel-prazer.

Esperamos que a presidente eleita nos faça cada vez mais acreditar na sua postura de chefia nos respeitando com nomeações de  assessores  dignos na sua gestão.

Outro desejo é que seja dado prosseguimento com novos “choques de ordem” ao Complexo do Alemão e outros redutos estupefacientes. 

Queremos com veemência que não fique só naquele (único) eloquente exemplo de confronto urbano entre policiais e traficantes no Rio de Janeiro, cidade que é uma maravilha para a violência; é lá que se constrói a casa onde bem se entende e estaciona-se carros em qualquer calçada. É lá também que adultos recebem órdem para se recolherem.

Quem sabe, possa dessa vez última, com a primeira vez de uma mulher, brilhar, dentro da nossa expectativa o sonho dessa cidade coinsiderada turística, sede de uma das  sete maravilhas do mundo, ganhar o direito de ser visitada como bela, realmente maravilhosa  em urbanidade e de quebra, ser aplainado o  terreno para um acerto mais eficaz  e continuado contra o crime e a violência. Ocorre que uma operação de combate, não se faz em apenas alguns dias. È obra para todo um mandato, com o mesmo gás, e se há algo em que nós, brasileiros, somos ruins é na persistência.

Ora, direis: e ainda achas pouco ? São desejos corriqueiros, mas que desejos! Mais que isso, só pedindo  o fim das secas no nordeste e das enchentes em Santa Catarina. Eu vos direi, no entanto que desejos são desejos, machucar não machucam, o que, se no passado não foi proibido sonhar com a queda do Muro de Berlim ou com a eleição de um negro para presidente dos EUA, então, por que não?

2 comentários:

  1. Desde ontem tento comentar e dizer que foi muito bem esrito o texto. Mírian, vc é demaisssssssssssssssssssssssssssssssss!!!
    Bjos.Mary de São João do Paraíso

    ResponderExcluir
  2. Vc falou dem uma forma bastante simpátca.Falou e disse.É tudo verddeiro.

    ResponderExcluir