Páginas

21 de set de 2011

MULHER MANDADA MATAR É VISTA AOS BEIJOS COM O PISTOLEIRO

Pindobaçu
ALERTA -
TODO CUIDADO É POUCO COM SUA VÍTIMA-
SE VOCÊ NÃO QUER, TEM QUEM QUER


Uma mulher chega a delegacia de Pindobaçu, município a 400 km de Salvador (BA) com uma história esquisita:
Simulação perfeita- ketchup, mordaça, faca do possível crime...
Apavorada se dizia roubada num assalto que teve de entregar R$ 1 mil.A polícia investiga e chega ao suspeito referido por ela que conta versão diferente da dela.Foi aquele lero-lero.Conversa vai, conversa vem,a polícia resume sua versão tendo como conclusão que; ele teria sido contratado pela mulher para assassinar uma pessoa.
Mas a enrascada, ao que tudo indica, não para por aí.A polícia foi juntando os pedaços do quebra-cabeça tentando uma melhor elucidação: O homem conhecia a vítima ou teve pena de tirar a vida do "mulherão" que achava que poderia ser dele já que o dono estava jogando fora mesmo! Foi aí que os dois, vítima e bandidão apaixonados, resolvem ambos forjar a morte dela, supostamente vitimada.Ela, deitou-se num matagal,fingindo-se de morta.O homem amarrou seus braços e pernas e a amordaçou, além de cuidadosa e carinhosamente inserir uma faca entre o braço e o peito simulando a arma do esfaqueamento.Despejou ketchup onde pôde para simular muito sangue.
O mandante, então esposo da possível morta, suspirou aliviado com as fotos em mão e pagou o pistoleiro R$ 1 mil conforme fora combinado.
E não demorou muito para o mandante do crime deparar  o pistoleiro aos beijos com a provável defunta; mais viva do que nunca, com aquele que seria o matador, a quem poupou a vida dela e estaria em lua de mel fazendo a feira com o milhão conseguido na tramóia.

4 comentários:

  1. O pistoleiro e a pistoleira se amencebam.Bonito era pra ela estar no cemitério.Ele, na c-a-d-e-i-a.

    ResponderExcluir
  2. Simoninha Drumond-Beijos22 de setembro de 2011 04:58

    Êta historinha engraçada! Mírian, você é demais. Como sempre criativa.Se vc não existisse nos faria falta.

    ResponderExcluir
  3. Ele já a conhecia de outros carnavais. Ela teve sorte. Se fosse outro bandido ela já estaria debaixo do chão.

    ResponderExcluir
  4. Eu sinto informar que já me acostumei a esse Blog.Não tem como abrir o comp. sem fazer uma visitinha.O modo de escrever conta muito (atrativo) à razão de tudo isso.

    ResponderExcluir