Páginas

25 de ago de 2009

GAROTA MORRE ELETROCUTADA ENQUANTO FAZIA BABYLISS

SINAL DE ALERTA
Naquele dia Ingrid Regina de 12 anos,não havia ido a aula porque estava resfriada.
O pai chega em casa alertado pela mãe,que preocupava com os telefonemas que insistia e a filha não atendia.
Quando arrebentou à porta da entrada, o pai de Ingrid adentrou gritando pela filha até alcançar o banheiro onde ela se encontrava caída e já sem vida; enrolada numa toalha, pés descalços...
Considerando-se que ela foi encontrada com braços e rostos queimados, um babyliss ainda morno, cheiro de fios queimados, pôde-se perfeitamente avaliar, antes mesmo do exame pericial, o que aconteceu naquela manhã de quarta-feira em Paulista (região metropolitana de Recife).
Tudo indicava que o fato de a garota não estar calçada e estar molhada tinha contribuido sobremaneira para o aumento da intensidade de um choque elétrico.
Informações da gerência do Departamento de Operação da Companhia Energética de pernambuco (Celpe),apontam à possibilidade de a menina ter tirado o aparelho da tomada puxando-o pelos fios e não o plug.
Fato este que se perfez mais uma vítima de descuido dos pais que não orientam seus filhos a prevenirem acontecimentos constrangedores como esse.

4 comentários:

  1. Amiga,
    Vejo que tudo nesse blogger tem uma finalidades. ok?
    Sinais de alerta-normas de escrita- gramática- cultura-e outras essencialidade.
    Nós q o buscamos só temos a levar vantagens no dia-a-dia.

    ResponderExcluir
  2. Muito bem pensada a ideia de "advertência" as vezes a gente nem pensa no perigo por q passamos.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Boas prevenções servem para se refletir antes q o caso aconteça.
    Parabéns Mírian!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Boas prevenções servem para se refletir antes q o caso aconteça.
    Parabéns Mírian!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir