Páginas

24 de abr de 2010

UM RESUMO HORRIPILANTE DAS CENAS DA GANGUE DO TERROR EM BELO HORIZONTE




-NÃO É PERMITIDA A LEITURA AOS MENORES DE 18 ANOS -




NA CASA DOS “FLORES”


ADVOGADOS, MÉDICOS, FISCAIS DA RECEITA FEDERAL, DEPUTADOS FEDERAIS, POLICIAIS DE ALTA PATENTE, EMPRESÁRIOS ENDINHEIRADOS E OUTRAS PESSOAS INFLUENTES FREQUENTAVAM FESTAS NO APARTAMENTO DE BAIRRO NOBRE DE BH, PROMOVIDAS PELO EMPRESÁRIO BEM SUCEDIDO E ESTUDANTE DE DIREITO FRDERICO FLORES DE CARVALHO 32 ANOS. ( foto)

OBJETIVO MACABRO

Embora pareciam, as festas não eram como outras quaisquer. O dono da casa era um desalmado, pelo que me consta. Enquanto a turma de convidados divertia inocentemente, a valer, a gangue satânica maquinava planos mirabolantes. A mando de Fred, o líder do bando, ali exercia todo um aparato malígno. Os convidados escolhidos a dedo, estavam sendo seguidos e articulados pela quadrilha que cativava cada um com boa-vindas para que fosse ali mantido enquanto não chegasse a sua hora.

AS VÍTIMAS DA VEZ



Talvez o norte- americano Adrian Gabriel Gricorcea, 45 anos, tenha sido o único pobre a freqüentar com toda regalia o QG dos Flores onde se reunia em sociedade o crime organizado. Mas como Fred não dava pingo sem nó, a prestabilidade do homem desfavorecido, tem na lógica, uma boa explicação:

Fred conheceu o estrangeiro num restaurante onde ele trabalhava de garçon. Como expert que era, já havia “mexido nos seus pauzinhos”; já sabia que o gringo poderia lhe render muito, embora não parecesse. Tratava-se de pai de Larissa, uma bonita moça de 23 anos que namorava o empresário Rayder Rodrigues 38 anos; este, por sua vez era sócio de Fabiano Ferreira Moura, 32 anos. Aliás, essa dupla que prometia, há muito já encabeçava, a lista de “os próximos”a serem extorquidos e exterminados pelo todo-poderoso.
Os dois visados, movimentavam ilicitamente, muito dinheiro numa empresa de informática e de uma factoring, cujo dono de vultosa soma beneficiada por eles, era um tal de Marcinho que seria envolvido em contrabando. Este, sim; era “o cara” cujo nome figurava há muito na lista negra de Fred. Era senão um dos mais cobiçados por quem batalhava pela bem-vinda vez. Milionário, era ele que fazia chegar até as empresas dos dois, muita mecadoria livre de imposto, transportada em seus aviões.


ATRAÍDOS À CILADA

O americano Adrian há muito vinha sendo aporrinhado por Fred para levar até o seu apartamento, seu genro Rayder numa forma de convite formal.
Até que temendo ameaças, o americano não teve outra saída senão atrair a presença significativa àquela visita.
Rayder aceitou o convite acima de qualquer suspeita.Tão logo chegou ao apartamento, teria entrado em contato com seu sócio Fabiano, a pedido de Fred, insinuando um encontro tranquilo, com argumento de que ele viesse se juntar a eles. Há também indícios de que Rayder possa ter chamado o amigo porque já se pressentia em maus lençóis.
Mas isso embora grave, para o mentor da emboscada, em nada implicava. Importava -lhe o fato de que a um passo de intensificar as suas realizações que já teria iniciado com Rayder, já preparava o espírito sádico para dar continuidade à ação.
Foi a partir da chegada de Fabiano, que o anfitrião se completou. Para ele, a sorte estava lançada e, a chance não poderia escapar.
O anfitrião deixa a máscara cair. Sem mais acobertar a traição, se transfigura num possesso.

Foi aí que os dois convidados, tarde demais, se deram conta com mais
precisão de onde eles haviam se metido.
Teve início ameaças seguidas de um ritual macabro digno de filmes de terror que culminou em tortura com os maiores requintes de crueldade que se possa praticar.


MUTILADOS, ESQUARTEJADOS, UM ENFORCADO... OUTRO ESFAQUEADO

De acordo com o relato do americano à polícia, a chegada de Fabiano era tudo que faltava para terem início as sessões de horror. As duas vítimas foram brutalmente torturadas e obrigadas a confessar quanto em dinheiro tinham em contas bancárias e qual era a movimentação financeira nas suas empresas. Foram dois dias de suplício culminado às últimas conseqüências do martírio que resultou em mutilações, enforcamento, morte, corpos sem cabeça, e sem os dedos das mãos e trauma de integrantes que ali estariam agindo a contragosto.


SESSÕES DE TORTURA


* FABIANO FOI O PRIMEIRO A MORRER NUM QUARTO ESCURO



Adrian assistiu de perto os mínimos detalhes dos passos escabrosos de toda a trajetória da agonia por que Fabiano e Rayder passaram .
Segundo ele, Fabiano foi amordaçado e levado pelos cabos da PM Mozart e Bartolomeu para um quarto escuro; pouco depois, ouviu-o debatendo os pés. Dava para perceber mesmo se estivesse afastado, que Fabiano estava sendo estrangulado; tamanho era o desespero que sofria. André entrou no quarto e se ajoelhou em cima das pernas de Fabiano.Na tentativa de enforcá-lo o trio cometia horrores; todos os tipos possíveis de atrocidades. Mozart deu uma rápida saída e André junto com Bartolomeu tomou a frente do estrangulamento com novas investidas de extermínio contra o torturado que resistia em viver. Mozart voltou-se para retomar a ação pisando covarde e brutalmente algumas vezes na barriga de Fabiano.
Na insistência de consumar a barbárie, os três aplicavam-lhe ao mesmo tempo, todo tipo de esganação que lhes eram possível. Segurado por três homens, Fabiano debatia tanto pra não ser morto que muitas vezes desmaiava e voltava a si na mais terrível aflição. Até que sem mais forças se rendeu aos seus algozes.

* RAYDER FRENTE A UM CORREDOR É BARBARAMENTE TORTURADO

Rayder de mãos e pés atados, foi sentado por Frederico numa cadeira, na sala, em frente a um corredor tendo também desamarrado os membros do vitimado. Em seguida o carrasco abriu uma cerveja, deu um copo para Rayder beber e um cigarro de maconha para ele fumar. Houve uma certa tranquilidade até que a vítima recebeu o veredicto o de colocar o copo sobre a mesa. Dita a ordem, dirigiu-se para trás do empresário e o esfaqueou nas costas e do lado do coração. Reyder sem reação, apenas suspirava.

Outras facadas recorrentes foram aplicadas em outras partes do corpo e nos mesmos ferimentos.
Rayder caiu no chão com o rosto pra cima, banhado em sangue...

Nos depoimentos de outros membros da quadrilha a maioria alega ser obrigada às imposições de Frederico, o mentor de todo o conluio ali existente.
Embora preso, e com penalidade avantajada pelos crimes que cometeu, todos se dizem receosos de uma possível liberdade do homem poderoso que parece ter parte com satanás. Sua vingança seria malígna contra quem o denunciou. Haja vista ser ele um dos seguidores mais execráveis de Hitler; fiel discípulo nas lições teóricas de filosofia nazista vivida por ele intensamente na prática; com base na sua revista de cabeceira "A gestapo" encontrada no seu quarto.

Outros requintes perversos e pouco comuns entre os piores, foram revelados. Por exemplo, no rodízio dos componentes do grupo, era cortado um dedo dos dois ainda vivos, por vez, até contarem os 20 das duas mãos. As cabeças separadas dos respectivos corpos. O churrasco e a dança como comemoração do lucro obtido na conta recheada de Fred com o dinheiro das vítimas, depois de feita com sucesso a operação de transferência pela namorada de Fred, a médica Gabriela Ferreira de 23 anos.
Alguns entendidos do assunto, dizem que há muito, ainda, por desvendar. Relatos esconsos que só deu conta até agora do número de crimes, 21, confessados por Frederico. Falta ainda apimentar na mídia os requintes da exterminação de um por um; certamente, (pelo andar da carruagem), em circunstâncias piores do que os relatos acima detalhados.

_ />^< /_
Como os demais assuntos abordados nessas postagens, aqui, o resumo acima, justifica em gande estilo um objetivo consistente. Não deixa de ser um alerta aos mais desavisados para que sejam mais espertos e menos ingênuos; daí a assegurar a relevância dos fatos e expressões constantes desse blog.

Uma interpretação dos relatos de componentes da própria gangue do terror -

11 comentários:

  1. Dançaram e fizeram churrasco...E DANÇARAM... Não sabemos se vão continuar na dança de advogados pedindo para serem soltos.
    Um homem desse não pode sair.
    O dia q sair vai fazer igual o maníaco de Goiás. Vcs sabem do q estô falanddddoooooooo!!!

    ResponderExcluir
  2. SEM ESSA DE BOM COMPOTAMENTO (Essas leis do brasil)!!! É uma cisa que ele já nasceu sem ela.Disso nem precisamos ter medo

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Será se esse bicho não tem medo que se faça assim com ele não?QUEM COM FERRO FERE...

    ResponderExcluir
  5. Justiça seja feita.
    Esses pais como devem ter recebido essa notícia.Esse homem é um bicho.
    Vejam vcs a cara dele aí na foto.
    Pq esse monstro não tira o óculos hora nenhuma ?
    será se ele tem algum seguidor depois desses horrores ?

    ResponderExcluir
  6. Aí nesse BH tem cada uma!!!Aquela morte naquele restaurante, aquele bandido bonitão matador serial killer convencido q disse q a moça tava gostando d ficar com ele.E outros pano-pra-mangas ali.E agora essa qui ganha de todas.

    ResponderExcluir
  7. Esse tonto é gordo, hem?
    Por acaso gordo tem moral?
    ele não tem q achar nada quer ser dono da verdade. Eu desconfio q ele tá querendo ser Hitler

    ResponderExcluir
  8. Angélica Evangélica26 de abril de 2010 12:13

    D/ boas uma onça dessa, infelizmente, é meu irmão.Paz de Cristo............

    ResponderExcluir
  9. Me desculpem os pais do HORRIILANTE isso é falta de religião.Eu não sei qual k é a religião dele.

    ResponderExcluir
  10. Não tô vendo ninguém falar mais nesses homens. Será se já esqueceram?
    Pelas proporções q foram, isso cabe centenas de metros de pano pra manga.
    O Q SERÁ QU ACONTECEU ?
    Será se rolou alguma grana ou outro tipo de pressão ? O q teria acontecido!!!!!!!!!!!!!!
    HUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUMMMMM
    O kê... O kê... O kê...........

    ResponderExcluir
  11. Estou gostando muito desse blog.Muito realista. Como agrada a maneira de escrever! Diferente.
    Sou assídua nele.

    ResponderExcluir