Páginas

30 de mai de 2010

PAI ENGORDA CONTA BANCÁRIA COM PRÊMIO DA MEGA- SENA DO FILHO



ACREDITE SE QUISER

Depois de assistirmos os casos mais comuns de filhos que matam seus pais, chegamos a uma nova era onde esses valores absurdos se invertem.
Dessa feita o filho Fábio Cezar Barros de 40 anos, tem sua morte encomendada pelo pai Francisco Serafim de Barros, de 60 anos, um Superintendente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT).
A desavença teve início em 2006 depois da confiança que o filho depositara no pai passando R$ 28,8 milhões que ganhou na loteria para a conta do velho em razão de ele não ter conta na Caixa Federal.
Depois de muita investigação sem sucesso, tudo começa a esclarecer quando a polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso do Sul apreendeu um carro com 2 pistoleiros de Goiás que levavam na bagagem para Mato Grosso fotos da vítima Fábio Cezar e sua namorada.
A partir dos depoimentos desses pistoleiros, e escutas telefônicas, a polícia chegou aos mandantes que seriam o pai e o irmão.
O pai tentou reverter à situação para confundir a polícia, acusando o filho de ter levado vantagem na partilha de bens da família.
Mas, conforme o apurado pela mídia, a verdade veio à tona. O pai que movimentava a conta do filho e engordava as suas, já havia gasto muito dinheiro do filho, em imóveis e resistia em não acertar as contas.
Mas, finalmente o pai foi preso juntamente com outro filho, Fabiano de Barros, 32 anos, também acusado da participação.
E pasmem !!! Ficou constatado que os mandantes, o próprio pai e irmão, queriam o prêmio da Mega-Sena que a vítima ganhou em 2006.

Um comentário:

  1. Pobre filho tem q sustenta pai e irmão.A inveja dentro da familia. Impossivel um acontecimento dessa natureza.

    ResponderExcluir