Páginas

26 de abr de 2011

A HORA E A VEZ DE KATE, A PLEBEIA LITERALMENTE SEM ACENTO

ELA TEM O QUE MUITAS PRINCESAS REFINADAS NÃO TÊM.
O casamento que vai parar o mundo
                                                                                                                                            
A EX-GARÇONETE QUE FISGOU O NOIVO MAIS COBIÇADO DO MUNDO

Contagem regressiva
Catherine Middletom mais conhecida por Kate não é a primeira, nem será a última plebeia a fisgar o coração de um príncipe.  William, então, é considerado pela mídia como especial; a começar pelo longo histórico da sua procedência. Filho de Príncipe Charles e Princesa Dayana de quem herdara o carisma, neto da Rainha Elizabeth II e outros descendentes de “peso pesado”. Nesse particular, bem ao contrário da sua escolhida.
Kate Middleton não tem sangue azul mais por outro lado tem o que muitas princesas  refinadas não têm. Levando-se em conta que, para se chegar aonde chegou  seria impossível não fazer a diferença. Em troca do trono, no mínimo agiu sorrateiramente com perspicácia e ambição própria de pessoas inteligentes que têm como meta alcançar objetivos com o seu esforço.  Provou que com os próprios pés é capaz de conseguir credencial  para se sair da plebe e,  ao mesmo tempo, não faz tanto  sentido “por os bofes pra fora” a investir no impossível como antigamente. Hoje, ao contrário, nem sempre  um DNA  anula o privilégio de um mérito.
Aliás, isso tem sido uma tendência natural da nossa geração um pré-requisito das monarquias então, serve para mudar e adaptar-se ao tempo, sair do conservadorismo, enfim.
O Convite
Kate é filha de aeromoça com comissário de bordo. A família possui, de bem maior, uma empresa de organização de festas. Mas o que  importa é que acima de tudo  esforçou e conseguiu manter a filha na mesma universidade e pensionato freqüentados por Williams, o noivo. Uma oportunidade da China, dizem que provocada. Mas o importante é que essa chance única, por sorte foi mantida e não titubearam em manipulá-la.Não deixaram escapar de seus olhos a oportunidade  trazida a quatro ventos.          
O casal e o anel de Lady Day em boas mãos
Fizeram estripulias, sim, e, por trás de tudo isso os próprios  Middletons não deixaram de se desdobrarem em algumas ginásticas a bem deles mesmos. Já que no decorrer de dez anos de relacionamento cada gesto, conta muito nos seus mínimos detalhes focalizados e avaliados pela família real, pela mídia e pelos intrometidos maledicentes.
Antes de criticar deve-se observar o esforço como ele é feito para se alcançar a meta que não deixa de ser louvável e lucrativa. A estratégia montada, afinal, não é para qualquer um. Em geral, os que traçam planos como propósitos, certamente, acham que não é todo dia que se encontram um príncipe desse naipe em seus redutos.
Como se vê, Kate conquistou a sua vez. E, como a palavra "plebeia" que, ora carrega como estígma graças a sua agudeza de espírito, hoje, ela se reverte. É toda sem acento e, por conseguinte, admirável aos olhos do mundo.

6 comentários:

  1. Ela merece.Já pensou? deram tudo de si, hoje estão ai felizes com a vitória do golpe do baú.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela "agudeza de espírito" da condutora desse blog nas suas colocações.
    Esses textos passaram a ser o meu "café da manhã". Obrigado por eles existirem.

    ResponderExcluir
  3. Mabel Drumond-Rio27 de abril de 2011 06:10

    Gente!!!
    Vejam só esse texto da autora desse blog.É muito interessante sentir a diferença dos demais quanto a forma pertinente de como ela se dispos.

    ResponderExcluir
  4. MAMA MIA, QUE TEXTO HEIM !!!
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  5. Kate é mesmo inteligente . essa façanha requer muito malabarimo.

    ResponderExcluir
  6. VCS FASEM UM BELO CASAL QUE DEUS ABENÇOE VCS DOIS EM NOME DO AMOR. ADORO VCS BEIJOS INGRIDY!

    ResponderExcluir