Páginas

7 de jul de 2010

CASO BRUNO CHEIO DE CONTRADIÇÕES


DESOSSADA PARA ROTTWEILER

O caso que nos últimos dias tem envolvido o goleiro Bruno na morte da amante Eliza, estaria cheio de contradições.
Pelo o que a população vem acompanhando, os depoimentos não batem com as averiguações; tem desencadeado muitas mentiras e sérias acusações.
Essa mais nova da vez que incrimina um menor, vai ser difícil convencer os experts da polícia.
Principalmente agora que o Ministério Público tomou as rédeas da embananada situação.
Pelo visto, tem muita água ainda, a passar debaixo da ponte.
Imaginem, um protagonista tão novo, adolescente de 17 anos e por que não maior de 18 ?
Por que Bruno ficou trancado com o possível assassino dentro de casa no Rio de Janeiro e durante isso, nada manifestou na entrevista que concedeu ?

O que foi feito da testemunha que falou que viu a vítima no sítio das Esmeraldas dia 9, onde também, inclusive nesse local, e data, o caseiro confessou que levava alimento no quarto onde a vítima estaria encarcerada? Valeria a pena perder um bom emprego de graça ?
Onde estaria a amiga do Rio (parece convincente), que tem um telefonema com data depois do dia 5, registrado. Detalhe: a desaparecida dizia estar em Minas Gerais e que "estaria tudo bem".
É muito difícil justificar um cenário de alguém mandar um encarregado, pago para isso, buscar uma mulher e filho e de repente um jovem que viajava às escondidas aparecer e discutir com a mulher e matá-la com uma paulada na cabeça. Onde que ele achou esse pau, se é parente de Bruno, não era assaltante comum para estar ali armado. A menos que o crime fosse premeditado. Não sei.

A história cheia de personagens, talvez improcedente, o enredo, estivesse justificando algum medo de alguém assumir uma responsabilidade sozinho.
Enquanto não chega o tão aguardado desfecho satisfatório, tudo tende a enlear cada vez mais a situação adversa.
E dá-lhe tio, um menor de idade, um goleiro de time famoso, advogado para orientar menor,vítima, filho, traficante que concretou os restos mortais da moça que agora, acaba de ser sustituído por um cão rottweiler que devorou a carne desossada do corpo da moça.Com tanta encenação, o caso cheio de contradições é um quebra-cabeça que só a justiça é capaz de desvendar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário