Páginas

20 de dez de 2009

VOCÊ PODE ESTAR CONVIVENDO COM UM PSICOPATA E NÃO SABE



(ALERTA)

Muitas vezes você tem um amigo ou até mesmo parente com um comportamento que difere da maioria das pessoas. Você já pensou na possibilidade de algum ser um psicopata?
Nascido com o transtorno, o portador ainda pequeno denota frieza quando depara com o sofrimento de alguém ou de um animal uma vez que uma das características do incômodo é não sentir pena de ninguém.
Com o passar do tempo, a tendência se estende para o campo das emoções. Por não sofrer dificuldade de raciocínio, o psicopata diagnosticado pela medicina, seguramente depois dos 18 anos, é consciente, sabe discernir o certo do errado definindo perfeitamente a natureza do que faz. Capaz de repetir a falta, prefere infringir a lei, sem sentimento de culpa pela reincidência. Frio, calculista, mentiroso contumaz, egocêntrico, com mania de grandeza, almeja o poder, status, diversão, além de parasita, manipulador, impulsivo, inescrupuloso, irresponsável e transgressivo de regras sociais. Entre eles, muitos são violentos e só visam interesse próprio.Acham-se infiltrados em todos os meios sociais, credos, sexos, culturas.
Caso alguém que se ache livre desses sintomas, reconheça o comportamento recorrente de um psicopata do nosso meio, fique atento. Ao perceber que está diante de um vitimado pelo distúrbio, sem discriminação, é bom que saia de fininho, antes que se arrisque contrariá-lo porque o estopim curto que carrega consigo, pode fruir daí uma discussão da qual você não vai querer partilhar, a menos que você seja também um portador de psicopatia e não sabe.

(Interpretação do Livro de Ana Beatriz Barbosa “Mentes perigosas: o psicopata mora ao lado”.

2 comentários:

  1. Oi,Mírian vc tá de PARABÉNS> Oh blog rico.Gosto de tudo aqui.

    ResponderExcluir
  2. Mírian, aceite meus Parabéns.
    Quero ainda dizer que gostaria de vê-la 031)91960693 o quanto antes.
    Abs. Carolina Duarte (Carol)-BH

    ResponderExcluir