Páginas

19 de fev de 2010

DE ARMA EM PUNHO,UM HOMEM COLA COM SUPER BONDER O RIVAL NA SUA MULHER




ALERTA AOS MAIS DESAVISADOS



Na cidade de Floriano PI o escriturário R.P.C acompanhado supostamente por contratado, flagra a esposa com outro homem no seu leito conjugal. De arma em punho, os dois, imprimem no cenário constrangedor o casal paralisado pelo pânico de ter sido apanhado de surpresa.
O marido traído, com ajuda do seu co-autor, aproveita o estado de torpeza dos desassisados e aplica-lhes nas partes pudendas, sem enfrentar resistências, o autocolante “super bonder”.
Ali, no mesmo local, mantiveram-se seus corpos aderentes por longo tempo, enquanto os autores da atitude criminosa, fugiam do flagrante para lugar incerto e não sabido.
Os dois vitimados, foram levados em ambulância, justapostos, envoltos em lençol para o hospital de Teresina onde foram submetidos a uma delicada cirurgia de separação dos corpos. O médico cirurgião, especialista em casos de irmãos siameses, (dado o poder da ação química da composição colante do produto aplicado), repetiu o mesmo procedimento costumeiro ao tipo raro e especial de disjunção.

Pelo procedimento com que se houvera a violência versus adultério, antes que o autor assumisse a ocorrência, tudo indicava premeditação à autoria do crime.

Posteriormente em depoimento na delegacia local, friamente o criminoso mostra-se realizado com a façanha. Ao crime de natureza passional, ele relata em detalhes e diz que há muito sua suspeita havia sido levantada até que chegou o momento oportuno de consumar a sua vingança de maneira maligna, a contento.


(Os nomes das pessoas foram preservados para não haver constrangimento). As cópias - previstas em lei-, se limitam à aquiescência desse blog.

6 comentários:

  1. Ki história è esta !!!Jamais vi em toda minha vida.

    ResponderExcluir
  2. Muinta humilhação.Stô c/ pena dela.

    ResponderExcluir
  3. ESTE È Q SE PODE CHAMAR DE CASO TÉTRICO.

    ResponderExcluir
  4. caso difícil de se ver n'a vida;

    ResponderExcluir
  5. Meus pêsames ao casal q não soube fazerem as cousas.E ainda fazer na cama conjugal.eles facilitaram. Queriam o que? Que o chifrudo fizesse de desentendido?
    Que sirva de alerta aos mais "desavisados" (como disse o admin. do blog).

    ResponderExcluir
  6. Até onde vai a coragem do ser homano,esse caso é o máximo..Xi, tché

    ResponderExcluir