Páginas

11 de fev de 2011

DE TERNO; O DOUTOR MIZAEL. DE UNIFORME PRISIONAL; O GOLEIRO BRUNO


                    PARALELO

Crimes iguais, mordomias diferentes
Apesar de ambos serem processados pelas mesmas implicações penais: homicídio triplamente qualificado, motivo torpe meio cruel e por dificultar a defesa da vítima, alguns agravantes a mais, fazem, a diferença dos dois lados. O principal deles é o fato de o goleiro Bruno aguardar o julgamento, do caso hediondo, preso. E, Mizael Bispo, solto.
Desencontros contradições é o que há. Se por um lado, o corpo de Mércia Nakashima, ex- namorada  de Mizael foi encontrado, o da ex de Bruno, Eliza Samúdio, não o foi.
Mas o último, não quer dizer que a particularidade de não ter corpo o crime não justifique. Há no conjunto de provas conseguidas a indicação de ter consumado o homicídio e, com requintes o mais cruel. Daí a haver caracterização de que não existe crime perfeito.
Muitos em defesa dizem que Eliza está viva. Por outro extremo, nada justificaria a separação de uma mãe tão presente, do seu filho muito amado.
Vítimas iguais, assassinos diferenciados
O motivo do crime praticado por Mizael, teria sido em razão do término do namoro de 4 anos. O outro porque a vítima queria demais dele; dinheiro para sustentar seu próprio filho. Ambos estavam separados de suas vitimadas. Um alega perseguição (tido como justa, tal causa). Outro, alega paixão simulando o lado passional por conhecer o que pesa em sua defesa.
A prisão de Bruno, para muitos, injusta. Para o Ministério público as investigações mostraram que há provas periciais e materiais que comprovam sua parte no homicídio de Eliza.
Contra  Mizael, o Ministério Público alega que há materialidade delitiva e indícios suficientes de autoria criminal.

Portador de personalidade violenta e desequilibrada com antecedentes criminais, Mizael teria que estar  em igualdade com Bruno; este, por sua vez, ainda nem conseguiu a liminar conseguida por Mizael.
Enfim, os dois são réus em ações que os ultimam nas mortes de Eliza Samúdio e de Mércia Nakashima. Cada  ação mais repulsiva do que a outra.

                    






3 comentários:

  1. XXX..ESPERO QUE ESTE DE TERNO TAMBEM SIGA O MESMO DESTINO DO BRUNO PORQUE OS DOIS CRIMES FORAM CRUEL DEMAIS,,,,PORQUE SERÁ QUE ESTE DE TERNO NUNCA CITA O NOME DA MERCIA EM SEUS EMEIOS....QUE ELE USA PRA GOZAR A CARA DA POLICIA E DA JUSTIÇA ???..PORQUE SERÁ ?

    ResponderExcluir
  2. Que a justiça seja feita.Não estou defendendo o Bruno.Estou defendendo a desigualdade em merecimentos...Cadeia nesse safado!!!

    ResponderExcluir
  3. TODOS OS DOIS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI.PANO RÁPIDO.

    ResponderExcluir