Páginas

26 de fev de 2011

" QUANDO O PADRE TIROU MINHA CALÇA, PERDI A CABEÇA E O MATEI." DIZ MARDEN (veja vídeo abaixo)

Padre Romeu Drago, a vítima-
Marden, o matador da vez, em Montes Claros MG-
 EM QUEM DEVEMOS CONFIAR ?          

Marden Santos Matarazzo de 22 anos, (foto) acusa  o padre, Romeu Drago (foto) de assédio desregrado o   tempo todo;  em depoimentos prestados depois da sua prisão efetuada nas proximidades de onde mora, perto da casa do religioso.
Segundo o acusado, o padre estaria mais insistente nos últimos dias ;prometendo-lhe dinheiro, e muitos presentes. Naquele sábado, então, dia 19/2 ele estaria insuportável prometendo até carro.A sua chegada na casa do padre para quem prestava pequenos serviços durante 3 anos, aconteceu normalmente. Segundo ele, o objetivo naquele final de semana seria receber um pagamento de 350 reais.
O padre relutante começara o assédio. Sufocado  pela obstinação, Marden tentava  controlar os ânimos até que sua calça fosse tirada pelo  sacerdote. Aí, o moço não se conteve e armou-se de uma peça de decoração e investiu-se contra o sacerdote que caiu batendo com a cabeça contra a cabeceira da cama e desfalecera.Ele arrastou o corpo para dentro do voyage do padre que estava na garagem  conduzindo- o até a estrada de Francisco Sá onde ateou fogo.
A polícia não descarta roubo já que o suspeito teria entrado com pedido de empréstimo em financeira suspendendo depois do crime.O depoimento de religioso amigo da vítima desmente as alegações do criminoso dizendo que nunca soube de nenhuma denúncia do padre nesse sentido ou qualquer outro desvio de conduta que o pudesse desaboná-lo.
                                                             

3 comentários:

  1. Os padres são sempre vitimas desses tipo de acusações.Essa é a tecla que sempre batem os desajustados que não temem o fogo do inferno. Conheci o padre Drago aqui em Montes Claros e só tenho a admirar o trabalho q deixou. Justiça no acusado do crime.
    Júnior

    ResponderExcluir
  2. No relato tem muitas contradições.Para começar o padre é diretor do Tribunal Eclesiástico cargo pelo qual seria exclusividade de gente exemplar.O criminoso não queria tirar as calças e deixou ser vencido sendo q ele é bem mais forte q o padre-.O bandido, após o crime, cancelou o empréstimo que ele, havia pedido-.Por q o assassino deixou para buscar o pagamento quando o padre estava só?- Se o padre fosse pedófilo, o Marden não poderia ter tudo e depois matar o padre? Por q o padre estava segurando apenas 380 reais se, como diz o Márden,ele teria tudo q queria inclusive muita grana (ate´ carro)?.

    ResponderExcluir
  3. so corrigindo o amigo acima, o suposto padre acima, não era diretor do tribunal eclesiastico, o representante do tribunal eclesiastico é pe. Joaquim Ferreira de Almeida, outro ponto a ser questionado pelo amigo junior acima é, entao porque o padre Romeu Drago foi afastado da igreja? fica ai a voce para questionar, sou morador e vizinho do padre romeu, e ele nao é flor que se cheira...

    ResponderExcluir