Páginas

1 de jul de 2009

PAI DÁ AULA DE ASSALTO À MÃO ARMADA PARA FILHO DE 4 ANOS E SOBRINHA DE 3


A esposa foi quem fez o vídeo onde está registrada a prova inconteste.
O marido, sem juízo,posava de instrutor para a esposa filmar a cena onde ensinava às crianças, lições repugnantes.
Os alunos eram um filho de 4 anos,do casal,e uma sobrinha de 3.Fazendo o papel de criminosos, assistiam aulas teóricas e práticas. Recebiam instruções de arma em punho,simulavam uma boneca de vítima como se submetessem-na uma alternativa de pressões e ameaças incompatíveis com a pouca idade que tinham.
O adulto satisfeito com o resultado, cita palavreados de efeito numa possível abordagem à vítima e os inocentes repetem.
O vídeo foi capturado pela polícia em meio a rastreação que é praxe quando alguém está sendo alvo de investigação pertinente.
Tudo se esclareceu quando a gravação foi apreendida.Não tardou muito e veio à dedução: um homem que foi acusado de chefiar uma quadrilha de sequestro no norte de Santa Catarina, era o mesmo que sequestrou num hotel do Litoral a empresária de 31 anos e o filho dela, menor.Viviane Sthein esposa do sequestrador, à época, era camareira do hotel e foi ela quem deu ao marido as coordenadas para o sequestro da hóspede Benta Privatto,depois de ter ficado deslumbrada com o cartão do marido de Benta e tendo comunicado o fato,de imediato, a seu esposo, Rafael Borba,aquele que dava aulas de assalto aos meninos.Assim foi comprovado desdobramentos em outros antecedentes criminais.
A esposa de Rafael foi presa e ele foragiu para um lugar incerto e não sabido.As crianças, enquanto vivem, ficarão com um legado das primeiras lições que se instruíram. Certamente, o filho,muito em breve, órfão de país vivos,sem ter onde se apoiar, vai ter seu lugar garantido,na cadeia, onde seus pais, que abriram as portas para ele, chegaram primeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário