Páginas

29 de set de 2009

HOMEM DEU À LUZ EM LUGAR DA ESPOSA


A americana Tracy Lagondino, 24 anos,resolveu fazer uma cirurgia de mudança de sexo e trocar o seu nome. Submeteu ao procedimento cirúrgico com sucesso e passou a se chamar Thomas Beatie.Na condição de homem, como manda o ritual,casou-se com Nancy, uma mulher,claro.Os dois viviam maritalmente felizes mas para completar a união, faltavam-lhes a companhia dos filhos.Como a esposa havia retirado o útero,não tinha como atender pelos parâmetros normais,o sonho de procriar que a ela como mulher,caberia.
Seis anos se passaram sem que nenhuma saída fosse legalmente encontrada.Em meio as buscas por uma próspera solução,Beatie, teve uma ideia: apelar para alguma possibilidade que lhe poderia ter restado da própria transformação.Ainda tinha orgãos sexuais feminino, porém,inativos, mas o importante era que os tinha.Quem sabe dalí se resolveriam; à luz de alguma possibilidade?
Com fé e ajuda do obstetra, chegaram a conclusão eficiente do controle hormonal.Thomas ficou famoso por ser o primeiro homem grávido do mundo. O parto tranquilo, normal, incentivou o casal a programar o segundo herdeiro.Aos 35 anos,em 2009, tenta com sucesso o segundo filho. Pai pela segunda vez, o esposo de Nancy deixa novamente de fazer uso do hormônio masculino e passa a administrar as substâncias pelas quais fazem parte da ovulação.
Novamente, tudo foi resolvido a contento. O crescimento da prole,afinal, era uma família normal,principalmente para ambos que a vivenciavam.
"- A minha barriga está crescendo. Nem por isso eu deixarei de ser pai, como homem que sou; nem minha esposa deixará de ser mãe como mulher que é."
Dizia ele, determinado, aos repórteres, para matar a curiosidade do público e cobrança da medicina, depois que o caso veio à tona causando muita polêmica.

Com muita precisão, marido e mulher seguem o seu caminho. Agora,com os dois filhos, para eles, muito bem-vindos,vieram complementar o lar com o preenchimento do que faltava àquela união.

Enfim, realizados.
O casal americano está de parabéns. Nancy pela compreensão, Beatie de mãe. E, para que se realizassem, ele foi até as últimas consequências; sem deixar dúvida ao sexo que assume, de ser homem e de apenas fazer na parte materna, às vezes da esposa.

2 comentários:

  1. Ki absurdo?
    É fim de mundo. Nunca vi isso E olha qu eu nem sou nova.

    ResponderExcluir
  2. Casado eu já vi. Mas ter nenem nunca!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir