Páginas

7 de set de 2009

JUSTIÇA CONDENA AMANTE A PAGAR ESPOSA DANOS MORAIS



ALERTA

A professora Fátima Cristina Oliveira,(foto) vivia feliz com seu esposo há 18 anos,na cidade de Goiás.
Acima de qualquer suspeita era a certeza que tinha do seu casamento inacessível e duradouro com o médico MC, até que recebesse naquele dia, aquele telefonema.

Do outro lado da linha a interlocutora se apresentava como amante do marido de Fátima Cristina.Com ousadia,dava a entender que sabia muito da sua vida a dois.
Em princípio,Fátima pensou numa pegadinha; depois, diante de alguém que conhecia sua intimidade, não tinha mais dúvida de que se tratava mesmo de sua rival.

A partir de então,a professora entrou em depressão e, desorientada,perdeu o emprego.
Humilhada e violentada na sua intimidade,passou por sérios constrangimentos durante três anos sequentes; tidos como os piores da sua vida.Permanecia sob o mesmo teto com a família desfeita; pois, pensava nos filhos e em reconquistar o marido perdido.

Até que, aconselhada por um advogado, resolve entrar na justiça.Foi aí que decidiu dar a volta por cima.Otimista,promete a si mesma empenhar em busca de seus direitos.Queria, a partir de então, recompor o seu ego, os seus danos morais, enfim.
Muda para Brasília DF e, com novo ânimo, recomeça a vida estudando e trabalhando e tocando o processo na justiça.
Quando menos esperava, ela recebe um comunicado da sentença contra a amante MF condenada a pagar a indenização de R$ 31.125, por danos morais.

A decisão do Juíz Eder Francolino foi com base nas ameaças que a amante havia feito
contra ela e pelo sofrimento com o qual amargou.

A decisão do juíz foi categórica em abrir com este processo um precedente jurídico para outros casos dessa natureza.
E fazendo um alerta para aqueles que andam traindo, disse:
" Amantes que se cuidem."

3 comentários:

  1. A alerta é muito boa para quem como eu tá nessa.
    Então é assim?
    Me aguarde!

    ResponderExcluir
  2. Se fosse fácil assim no Brasil não tinha pobre no pedaço pq só o q vemos são pessoas sem-vergonhas.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir