Páginas

16 de set de 2009

CONTRAPONTO: SERVIDORA FANTASMA BEM - ABONADA E ORFÃ DEBAIXO DO SOL




(CORRUPÇÃO)


Sérgio Braune Solon Pontes, assessor da ministra chefe da Casa Civil Dilma Rousseff(foto) é pai de Ana Paula Souza Solon de Pontes. Ana Paula tem dois cargos de assessoria. Ambos foram liberados depois de passar pela mesa do pai.
Embora exerça sem corpo presente a dupla função na Casa Civil em dois tempos,está também trabalhando -em sala especial-, como tradutora na Malásia;numa terceira atividade para a qual foi nomeada em 4 de junho do corrente ano.

Enquanto isso,Mariana silva, filha de trabalhador rural, (foto),ajuda o pai na colheita de café do Paraná.Levanta às 5 h da manhã e vai para o serviço. De sol a sol, trabalha ali, até 6h a céu aberto. Faz uma pausa corrida para o almoço; sem direito de descanso, volta ao sol escaldante e ganha R$10 reais.
Sérgio Braune, denunciado pela infração da lei antinepotismo implicado na escolha da filha,está conivente e consciente que a mesma recebe sem assinar folha de pagamento.
Faz-se de desentendido e tenta se valer do amigo e colega de serviço José Antônio parente.O colega, por sua vez, entre a cruz e a espada,tenta com sabedoria peculiar, uma solução inteligente de jeito que fiquem salvas a sua pele e a do amigo : Curto e grosso, sem muita explicação,diz que tomou decisão interna e ninguém tem nada a ver com isso.
Ana, antes de viajar, tirou licença para tratar de interesses particulares mesmo cônscia da lei que infringe.
Procurada para prestar informação,a assessoria da ministra Dilma, joga a responsabilidade para cima da Controladoria geral da União (CGU)que assume o vínculo nepótico, mas, enquanto pensa na saída para mais um no rol dos acertos, adia o esclarecimento:
Sem mais delongas,diz que a avaliação estará em estudo que ainda vai começar dia 21 próximo; pois, o momento em que se acham é inoportuno para manifestar quanto a nomeação da servidora.
Enquanto é engabelado, o cidadão comum, vai ouvindo justificativas sem nexo, daquelas, já bem conhecidas, por onde escapam-se os espertalhões.

4 comentários:

  1. Ai qui desaforo...
    Essa tropa de ladrãos.
    Tanta gente honesta desempregada...

    ResponderExcluir
  2. Que país cheio de altos e baixos?
    É um absurdo vermos a tudo sem nada a que se possa fazer.

    ResponderExcluir
  3. Sinto-me mal em ver esses horrores engolindo a gente.

    ResponderExcluir
  4. E è porisso que ficam doidos para ganhar política. AH, ah, ah, ah....

    ResponderExcluir