Páginas

14 de jun de 2011

R$ 1,5 MILHÃO PARA SOLTAR BRUNO EM 48 HORAS

Recebida na prisão
 BAIXARIA EXECUTIVA

Enquanto o goleiro Bruno segue preso na Penitenciária Nelson Hungria em Contagem MG, a Comissão dos Direitos Humanos da Assembléia Legislativa apura denúncias de que a juíza Maria José Starling, titular da Comarca de Esmeraldas há 14 anos, teria cobrado R$ 1,5 milhão pela liberdade de Bruno em 48 horas.
O valor seria dividido com o advogado Robson Pinheiro (que já atuou na defesa do jogador), com direito a contrato registrado entre as duas partes.
Magistrada polêmica
O plano mirabolante, nunca revelado, só veio a tona, depois que Ingrid Calheiros, noiva de Bruno, se sentindo ameaçada pela magistrada dedurou a extorsão.

A dentista Ingrid, revela, ainda, que a proposta foi oferecida a ela pela juíza. Esta, com histórico de envolvoimento em várias passagens polêmicas. Casos estes,anormais, incompatíveis com o cargo de magistrado a que exerce.

Agora, pelo que tudo indica, é a vez desse caso que não fica nada a dever dos que a excelentíssima juíza já está acostumada a enfrentar e derrubar.
(Fotos e assunto, divulgação  do google)

2 comentários:

  1. MINHA NOSSSSSSSSSSSSSSSSSSA!!! MAIS UMA> E PODE NÃO PARAR POR AI> LÁ VEM CHUMBO GROSSO MINHA GENTEIM.........................................

    ResponderExcluir