Páginas

2 de jun de 2011

O CELULAR E A VERDADE NUA E CRUA SOBRE O RISCO DE CÂNCER



EXCLARECIMENTO

MAL ENTENDIDOS DIZEM QUE O RESULTADO DO TELEFONE NO OUVIDO TEM ENDEREÇO CERTO NA CABEÇA

Mais uma vez na mídia a repercussão de notícia sobre estudos científicos no tocante a probabilidade de efeitos de radiações de celulares no cérebro do ser humano.
A fumaça corrosiva

Conviver todos os dias no mínimo por 30 minutos com um celular colado ao ouvido, segundo aos que interpretaram mal, seria o mesmo que assinar atestado de óbito ou seria culpa da operadora que oferece plano mirabolante para falar mais com menos custos?

De quem seria a culpa, então? A culpa seria da própria descoberta científica, ou seja, do apelo pela praticidade. Como a ciência haveria de sucumbir a sua própria necessidade?

Se fosse pecado, seria um mal necessário. Ora, só pelo fato de estar ajudando a facilitar a vida que não é fácil; estaríamos lucrando, não interessa como. Quer seja a curto ou em longo prazo.

Ademais, se os 31 cientistas que estão estudando o caso já tivessem batido o martelo com afirmação irreversível teríamos saída para subterfúgios como fone de ouvido, viva voz ou outro tipo de matéria prima mais adequada à saúde. Por que haveria de conter chumbo no celular? Hoje, são tantas as opções ante a crescente  tecnologia!
telha amianto

Três dezenas de cientistas advertem durante estudo em andamento que existe a possibilidade de radiações contaminarem cérebros de quem mantém o perigo colado ao ouvido há mais de 10 anos. O tempo moderno,  até parece propício a dita  recente lesão. Mas foi classificado por eles, o celular, de igual tendência, no mesmo grupo de longa data; o tabagismo, amianto, gasolina, micro-ondas, luzes a mercúrio...

Tendo em vista que muitos tumores cancerígenos levam décadas para se desenvolverem, os especialistas dizem que é impossível concluir que celulares não apresentam riscos para a saúde ao longo prazo.

Nesse caso, não é conhecido nenhum estudo científico, até agora, que acompanhou pessoas por mais de 10 anos. Aliás, a incidência de câncer no cérebro humano é um em milhares.
                                                                                                                      
É sabido que a luz a mercúrio, descoberta como econômica, hoje, é usada por quase toda a população; a mesma gente que inala gasolina, o pesticida DDT e resíduos de carboidratos no decorrer de muitos anos; sem o estudo que acompanhe possíveis efeitos colaterais advindos, principalmente, de temidos objetos de radiação.
O contato telefônico fixo ou móvel, quando saudável, tende a melhorar o astral e consequentemente a saúde; pois, pode superar quaisquer circunstâncias existentes.

O estudo, ainda, sem conclusão, está a todo vapor para melhores exclarecimentos e definição.

2 comentários:

  1. O tempo, na verdade mudou muito. Temos alimentos com pesticida e todo tipo de veneno.

    ResponderExcluir
  2. O telefone e o microondas são um mal necessário. O q podemos fazer ? Temos q entregar p Deus.Wx...ux...ux

    ResponderExcluir