Páginas

27 de mai de 2009

COMUNISTAS POBRES NA IMINÊNCIA DE SEREM DESPEJADOS


Os imponentes comunistas de antigamente, hoje,tendo referência em Minas Gerais, passsam por um momento cruciante de extrema pobreza.Estão endividados até o último fio de cabelo.
O telefone vermelho (a cor do socialismo), não toca por falta de pagamento das contas e, nem existe mais o ouro vindo de Moscou para rechear seus cofres.
A qualquer momento podem ser despejados das duas sedes que habitam em Belo Horizonte.
O fim da gestão do prefeito Fernando Pimentel (PT)que os apoiavam à época, pesou na quebradeira do PCdoB partido também dos comunistas. Depois foram exonerados 45 membros dos cargos na prefeitura da capital.
Ficaram sem moral e sem dinheiro para contribuir com a legenda da foice e do martelo.
Foram contra quem os alimentavam -na tentativa de acertarem-, com recursos oriundos de indicações à máquina comunista. Depois disso,novas derrotas foram suscedendo, culminando em enfraquecimento do partido, dando lugar a paupérrimos comunistas!
Quem os viu, quem os vê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário